Animais de estimação também precisam de cuidados no inverno

Os termômetros já registram queda de temperatura e nesta época de frio precisamos ter alguns cuidados especiais com os animais de estimação. De acordo com a veterinária Fernanda Granato Leão, do Napoleão Pet Center, os animais também sentem frio e podem sofrer com doenças típicas do inverno, como a Tossi Canis. O principal sintoma é a tosse seca, que piora com os exercícios físicos que o animal possa fazer, e secreção nasal. Em casos mais graves há secreção nos olhos, coriza, falta de apetite e febre, podendo evoluir para um quadro mais grave.

E não é preciso muito para evitar qualquer problema. É sempre bom proteger os animais do frio, como não expô-los à friagem, ao vento e chuva, mantê-los protegidos usando roupinhas, cobertores e preparar um bom abrigo para dormir. O cuidado com filhotes e animais idosos deve ser redobrado. Eles apresentam um sistema imunológico debilitado, mais sensível que o de outros animais.

Nunca tose seu animal até deixar a pele exposta, pois o pelo tem a função de protegê-lo do frio. Ao dar banho, faça em um ambiente com temperatura controlada assegurando-se de secá-lo totalmente antes de sair. Se seu cachorro tem pelo curto, invista em uma roupinha com gola fechada e que cubra todo o corpo do animal.Um cuidado também importante na hora do banho é proteger os ouvidos do animal, para evitar a entrada de água e possíveis complicações.

Fernanda explica que o tratamento básico para a gripe é feito a base de xaropes para alívio da tosse, anti-inflamatório e cuidados para que ele não fique exposto ao frio, vento e umidade. Mas, lembre-se: somente um médico veterinário pode receitar medicamentos para o seu animal.

Se o seu animal não é habituado a dormir dentro de casa, tome cuidado. Durante o inverno os gatos costumam dormir no motor do carro e ao ligá-lo você pode acabar machucando ou até matando o animal. Antes de ligar o carro bata no capô para fazer barulho e dar oportunidade para que o animal fuja. "Outra dica importante é aumentar a quantidade de comida, especialmente de proteínas, para mantê-lo saudável e com o pelo bonito. Um veterinário pode indicar rações mais protéicas ou sobre a necessidade de suplementos alimentares", finaliza.
Essa é a Mel, a dona do meu coração