Tá feia a coisa!



Pedestre passa por placa de 'alerta' contra padres pedófilos em trilha em floresta próximo a cidade austríaca de Kindberg nesta quinta-feira (19). O bosque pertence a Sepp Rothwangl, de 60 anos, que afirma ter sido abusado sexualmente quando era criança. Ele disse que a placa é uma maneira de protestar como cidadão, contra os abusos sexuais praticados por sacerdotes.