E os trouxas aqui....estudando!

A Operação Tormenta - investigação da Polícia Federal sobre fraudes em concursos públicos e em exame de registro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) - identificou 45 candidatos aprovados nos concursos mais recentes da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) que tiveram acesso antecipado ao caderno de questões.

Segundo a PF, há provas de que 12 beneficiados pela fraude foram nomeados e tomaram posse. Na Anac, de 36 envolvidos que receberam cópia das provas, 8 ocupam cargo de analista e 3 exercem função de técnico. Na Abin, ligada ao Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, ficou comprovado que 9 concursados receberam o caderno e passaram - um deles tomou posse como oficial de inteligência. A PF informou que vai pedir à Justiça a prisão preventiva de todos os candidatos ligados diretamente à organização criminosa.