Cinema Nômade debate produção cinematográfica em comunidades da periferia

 
 
O Movimento Cinema Nômade, da Escola Nômade de Filosofia, chega finalmente às comunidades da periferia. O projeto irá levar uma sequência de filmes com aulas-debates para comunidades, escolas e centros culturais da cidade de São Paulo, com uma programação específica e direcionada para cada grupo etário, de crianças a idosos.
 
O Centro de Convivência Educativa e Cultural de Heliópolis é o primeiro a receber a tela gratuita do Cinema Nômade. A primeira aula-debate será no dia 5 de setembro, às 20h, com exibição do filme “O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro”, de Glauber Rocha.

Para alcançar este propósito, o filme é sempre precedido de uma análise antes de sua exibição. Durante a projeção, que é feita de forma descontínua, cada fragmento exibido do filme é intercalado com análise e conversação. Esse formato oferece uma fruição em forma de aula, um aprendizado sobre a construção da obra, possibilitando vencer gradualmente a cada fragmento exibido, através de questões localizadas, as dificuldades mesmo das obras mais complexas, ricas em pensamentos e sensações que ultrapassam o senso comum

A primeira fase do projeto terá 48 apresentações em comunidades ou equipamentos públicos. Cada local receberá 8 sessões de filmes-aulas- debates. Todos os eventos serão registrados em vídeo e disponibilizados pela internet, no blog do projeto (
cinemanomade.blogspot.com.br) e seu conteúdo ficará acessível para toda a população, gratuitamente

Mais informações em
www.escolanomade.org