Livro "Dignidade" revela rotina da organização Médicos Sem Fronteiras


Há quem diga que as pessoas não passam de seres humanos cruéis, oportunistas, violentos e egoístas. Ao abrir esse livro, fica fácil enxergá-las. Mas há também quem diga que existem pessoas que compensam em bondade o que falta nas outras, que vivem para provar que ainda há razão para acreditar na humanidade. E ao abrir esse livro, fica claro, principalmente, que elas são reais. 
A editora LeYa lança em junho “Dignidade”, em parceria com a organização Médicos Sem Fronteiras. Nove grandes autores da atualidade viveram a rotina dos profissionais e pacientes da organização e retratam os horrores e as inesperadas alegrias vividas em zonas de crises humanitárias, em que os médicos atuam.
Eliane Brum, Mario Vargas Llosa, Paolo Giordano, Catherine Dunne, Alicia Giménez Bartlett, James A. Levime, Esmahan Aykol, Tishani Doshi e Wilfried N’Sondé emprestam as suas renomadas palavras para dar voz àqueles que ainda não conseguiram se fazer ouvir. O prefácio é de Dráuzio Varella. 
O lançamento acontece na segunda-feira, dia 18/06, a partir das 19h, no Teatro Eva Herz, da Livraria Cultura do Conjunto Nacional, com bate-papo entre Eliane Brum e Mauro Neves (Presidente do Conselho do MSF-Brasil), mediado por Petria Chaves.