Zé Celso Martinez receberá perdão oficial do Estado

Por muitos anos, tentei recalcar para poder sobreviver e viver de novo os danos causados pela Ditadura no meu corpo, na minha alma, no meu trabalho profissional e no de minha criação, o que vale também para o corpo físico do Teatro Oficina, para sua alma, para os trabalho de todos que se deram, e para a nossa contribuição á criação e á cultura brasileira. Posso afirmar mesmo que a ditadura operou sobre mim e o Oficina, o que Glauber Rocha chamava de assassinato cultural ...”



Trecho de depoimento de Zé Celso no pedido oficial de indenização pelos prejuízos causados pela Ditadura Militar.



No próximo dia 07 de abril, quarta-feira, as 14h, acontecerá mais um fato histórico nas dependências do Teatro Oficina. O diretor José Celso Martinez Corrêa participa de um julgamento especial aonde receberá o perdão oficial do Estado, concluindo seu processo de anistia política. A  entrada é aberta e gratuita ao público.

Esse ato simbólico faz parte das Caravanas da Anistia, sessões públicas itinerantes de apreciação de requerimentos de anistia política, promovidas pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça. Trata-se de uma política pública de educação em direitos humanos, com o objetivo de resgatar, preservar e divulgar a memória política brasileira, em especial do período da repressão ditatorial.